sábado, 2 de abril de 2016

#08




    Você é o o reflexo perfeito do efeito colateral que causa em mim. Você é a curva repentina que eu resolvi seguir quando estava num caminho reto. Você é um desafio, uma excentricidade tão excêntrica quanto a minha própria. O timbre da sua voz me deixa estática. Quando te abraço, sinto que seguro um mundo prestes a desmoronar. Eu vou te abraçar tão forte que seus pedaços ficarão presos, unidos enquanto eu estiver junto. Eu te quero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário