terça-feira, 29 de março de 2016

#07



Se você ficar


Se você ficar aqui, eu fico também
Se você ficar ao meu lado, eu não vou embora
Se você se amar, eu te transbordarei.

Se você ficar feliz, eu fico também
Se você ficar triste, eu choro
Se você se sentir só, eu segurarei sua mão.

Se você quiser desistir
Eu te impulsionarei pra frente
Se você cair
Eu te estenderei a mão para se reerguer
Se você duvidar
Eu te indicarei o melhor caminho
Se você fizer o mesmo comigo
Eu ficarei pra sempre.

#06








O som do relógio batendo poderia me lembrar do seu coração.
O silencio da noite e o ar frio me trariam de volta para seu lado.
Os passos que eu dou seriam para sua direção.
Cada vez que eu deitasse imploraria para que fosse ao seu lado.
Faria um caminho com minhas palavras para um mundo apenas seu e meu.
Escreveria poemas para me lembrar de como era seu rosto.
Desenharia para lembrar o tom da sua voz.
Se eu contar as estrelas teria o número de vezes que direi que preciso de você.
Acreditaria que tudo que eu ouço é dito por você.
Poderia eu prever o que aconteceria se não olhasse para o lado?
O lado em que estava o que me resguarda.
Irrequieta sensação de que me espreita.
Um fim como esse não pude prever.
E agora o que me resta.
É penar.
É aguardar.




quinta-feira, 24 de março de 2016

#05




Não posso voltar atrás, muito menos avançar
Exercito a paciência
Fecho meus olhos e mergulho na incerteza de algo que é certo  
Preso naquilo que me liberta
A fé é a nossa ignescência

#04







 Existia uma lista de insignificantes coisas que eu deveria fazer.
 Talvez devesse eu esperar até que tal folha encontre o chão, mas terei perdido meu tempo.
 Dei meia volta e olhei para o começo do lago. Você pode ver que as folhas voam diferente desse lado?
 Se antes o ar fazia de chão para elas, agora atravessam o solo e retornam para onde estavam. Quem saberia explicar porque as pedras caminham entre nós e o nada é tão cheio?
 Enxergara uma porta, mas o tempo passou e as dobradiças viraram pedras. Se eu ousasse abrir ela o que vem e vai não terá mais obstáculos.
 A solidão que me fizera outrora lamentar agora ressoa em tom de liberdade, mas algo deixa um espaço vago.
 É possível escapar dele?
 Aquela fera alta que caminha por entre as folhas do chão. Consegue ouvi-lo gritar?
 O mar que me cerca agora não tem dimensões. Quem sabe ate onde vai?
 Se a Lua possui este tamanho ou estou eu encolhendo novamente?
 Seria incrível se a loucura que me doma fosse o que sou, e o pouco que me resta fosse o que tenta me domar.
 Admirável aquele que avista acima das montanhas a leste, entre tais arvores só caminha o vento.  Entre tal vento respira os que enxergam.


quarta-feira, 23 de março de 2016

#03




Esse post não é nenhum texto legal, só queria dizer que grupo de pagode também tem seus sadboys. Reparei que ao traduzir "Velocidade da Luz" do grupo revelação (que apesar da minha preferência por metal, gosto), fica bem mais deprê mesmo:


Velocidade da Luz

Eu já não sei mais
Por que vivo a sofrer
Pois eu nada fiz
Para merecer

Te dei carinho, amor
Em troca ganhei ingratidão
Não sei porquê, mas acho
Que é falta de compreensão
Você me tem como réu
O culpado e o ladrão
Por tentar ganhar seu coração

Todo mundo erra
Todo mundo erra sempre
Todo mundo vai errar
Não sei porquê, meu Deus
Sozinho eu vivo a penar
Não tenho nada a pedir
Também não tenho nada a dar
Por isso é que eu vou me mandar
Vou-me embora agora

Vou-me embora agora
Vou embora pra outro planeta
Na velocidade da luz
Ou quem sabe de um cometa
Eu vou solitário e firme
Onde a morte me aqueça
Talvez assim de uma vez
Para sempre eu lhe esqueça

Te dei carinho, amor
Em troca ganhei ingratidão
Não sei porquê, mas acho
Que é falta de compreensão
Você me tem como réu
O culpado e o ladrão
Por tentar ganhar seu coração

Todo mundo erra
Todo mundo erra sempre
Todo mundo vai errar
Não sei porquê, meu Deus
Sozinho eu vivo a penar
Não tenho nada a pedir
Também não tenho nada a dar
Por isso é que eu vou me mandar
Vou-me embora agora

Vou-me embora agora
Vou embora pra outro planeta
Na velocidade da luz
Ou quem sabe de um cometa
Eu vou solitário e firme
Onde a morte me aqueça
Talvez assim de uma vez
Para sempre... Todo mundo erra...

Todo mundo erra
Todo mundo erra sempre
Todo mundo vai errar
Não sei porquê, meu Deus
Sozinho eu vivo a penar
Não tenho nada a pedir
Também não tenho nada a dar
Por isso é que eu vou me mandar
Por isso é que eu vou me mandar
Por isso é que eu vou me mandar...


Speed of Light

I don't know anymore
The reason I suffer
Because I did nothing
To deserve this

I gave you caress, love
In back, gained ingratitude
Don't know why, but I think
It's a misunderstanding
You have me as your accused
The guilty and the thief
By trying to have your heart

Everyone commits mistakes
Always, everyone commits mistakes
Everyone will commit a mistake
I don't know thy, my God
I live suffering alone
I have nothing to beg
Nor anything to give
That's why i'm going away
I will leave it now

I will leave it now
Going for another planet
In the speed of light
Or maybe of a comet
I'm going lonely and steady
Where death will keep me warm
Maybe this way
I'll forget you forever

I gave you caress, love
In back, gained ingratitude
Don't know why, but I think
It's a misunderstanding
You have me as your accused
The guilty and the thief
By trying to have your heart

Everyone commits mistakes
Always, everyone commits mistakes
Everyone will commit a mistake
I don't know thy, my God
I live suffering alone
I have nothing to beg
Nor anything to give
That's why i'm going away
I will leave it now

I will leave it now
Going for another planet
In the speed of light
Or maybe of a comet
I'm going lonely and steady
Where death will keep me warm
Maybe this way
I'll forget you forever

Everyone commits mistakes
Always, everyone commits mistakes
Everyone will commit a mistake
I don't know thy, my God
I live suffering alone
I have nothing to beg
Nor anything to give
That's why i'm going away
That's why i'm going away
That's why i'm going away...


Não tenho idéia de porquê eu fiz isso, mas se tiver algum erro nessa tradução tosca feita por mim, avisem; caso contrário, enjoy.